14 Novembro, 2017

Saúde

No campo da saúde, em 2014 foi decidida a criação de um centro de saúde com consulta para crianças e adultos. Desde 2016, três médicos visitaram o centro em média semanal de 30 pacientes, a maioria deles meninos e meninas. Os principais problemas de saúde são a malária, doenças bronco-respiratórias, hipertensão, feridas e queimaduras. A taxa de mortalidade no momento da entrega é muito alta.

Neste momento, uma ambulância e material sanitário abundante estão pendentes para chegar à Guiné-Bissau, todos cedidos pelo Serviço de Saúde da Andaluzia. O veículo medicalizado reduzirá a mortalidade no momento da entrega, facilitando a transferência de mulheres grávidas para o hospital de Bafatá, localizado a cerca de 12 quilômetros de Candemba-Uri.

O centro de saúde também permitirá a instalação na aldeia de uma mútua médica que aliviará as dificuldades de acesso aos cuidados de saúde, já que o país não possui um sistema de saúde pública gratuito.